segunda-feira, 2 de janeiro de 2006

TOQUES

Nada havia no mundo, a não ser o silencio e eu.
O maior de todos os silêncios. O silencio dentro de mim.
Aquele onde o choro é mais sentido.
Aquele em que descobrimos estar apaixonados.
Tanto silencio que vibrava.
E então me tornei em som,
e me tornei musica.
Pra poder estar em teus dedos,
em tuas mãos.
Pra me escreveres na clave de tua vida,
na tua partitura,
e ser tua canção sem palavras. – (Dário B.).

6 comentários:

  1. Olá Elliot!!
    bem vindo a este mundo dos blogues, tão novo para mim também!
    Um ótimo texto de estréia, sem dúvida. Estes silêncios... Quantos silêncios serão necessários para fazer um som?
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Querido, adorei como sempre.
    Você entendo como ninguém os meus sons e silêncios, a música que vem de mim. Aceito que seja a minha canção sem palavras... onhe Worter, beijos... da sua Clara.

    ResponderExcluir
  3. Querido Elliot,
    faz tempo que me apaixonei por suas palavras. Elas me dizem da inquietude do homem diante da injustiça, da mediocridade e insensatez do mundo. Mas também cantam a sensibilidade de quem percebe a beleza das coisas simples que sobrevivem ao caos.
    Assim falam e lutam os poetas. Assim declaram seu amor a vida.
    Parabéns!
    Quase primavera de 2006.
    Helena

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo querido!
    Tão belo quanto a poesia, é o germinar de uma amizade sincera
    Tão forte quanto as palavras é o palpitar de um grande coração
    Tão digno quanto o amor é o dor que por ele se aceita
    Teus versos são teu peito em prosa com a poesia da vida
    Teus poemas são o que encanta e acalanta um pouco mais a nossa alma.
    Amei...

    ResponderExcluir
  5. comovente, butauskas ! haushuahushuahuahuahauahuahuahuahuaha

    ResponderExcluir
  6. Oi,

    Tomei a liberdade de te levar comigo.
    Belezas precisam ser espalhadas pelo mundo.

    vc está aki: http://somdocoracao.wordpress.com/2012/08/18/toques/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...