segunda-feira, 23 de maio de 2011

POEMA PARA PEQUENA CHAMA.





Amor, que me cega e guia
na mais perfeita forma de beleza
que jamais em mim se abrevia
posto que é minha própria natureza.


Amor cujo fulgor vem da ausência
armadura feita de fragilidade
massa fermentada pela distancia
basta-se na sua santidade.


Amor travestido de Quimera
na falta faz-se em crueldade
no severo desgosto da espera
torna-se irmão da iniquidade.


Amor que resiste na esperança
ressurge sempre qual melodia
simples qual sorriso de criança
forte como o sol do meio dia.






22 comentários:

  1. Grande poema de tom nobre para pequena, mas alimentada, chama.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. A chama pode ser pequena, mas quando arde, queima para sempre. Dizem que o amor é cego, cegos somos nós.

    Um abraço,

    Suzana/LILY

    P.S.: coincidência, acabo de publicar em CONTOS DE LILY, um texto, CEGUEIRA.

    ResponderExcluir
  3. Um amor quase transgressão. Fogo, chama e combustão.

    ResponderExcluir
  4. Chopin me inspira!
    Li um coment seu no blog de Lily... esse poema é pra refazer qualquer visao pessimista sobre essa chama.

    ResponderExcluir
  5. Poema suave para ardente amor...

    Beijinho, Dário... bom te ler!

    ResponderExcluir
  6. Seja muito bem vindo!
    Adoro visitas espontâneas, divertidas, inteligentes, e boa companhia, claro!!! :-)

    ResponderExcluir
  7. posto que é chama alumia e sacia a alma,

    abraço

    ResponderExcluir
  8. Um aceno de maravilhas poeta parabéns li vários post em teu cantinho e saibas que saio daqui com algo mais para minha vida. Doce momento da vida é ler poemas uma arte conceitual impecável.

    ResponderExcluir
  9. Amor que arde , queima e inebria ...
    Belos versos , Dario.

    Bjo Grande.

    ResponderExcluir
  10. Moço,

    Desde que li teu comentário, fiquei pensando nas tuas palavras. Coisa mais linda aquilo que escreveu... sobre o cheiro de perfume. Tuas palavras me fizeram pensar e me deram conforto, ratificaram palavras antigas. Eu posso entender, é estranho (também acho), mas posso compreender.

    Somos todos nós instrumentos de um poder maior.

    Um abraço, muito obrigada!

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  11. o amor quando resurge a cada dia, nos alimenta, nos faz viver melhor!

    ResponderExcluir
  12. Bom dai!
    Passando para uma visita de final de semana.
    Saudações!
    Carla

    ResponderExcluir
  13. Dario,

    Me perdoa , não foi por mal ...
    Andei meio afastada e também com algumas dificuldades no blog.

    Peguei e vou postar com todo carinho , sabes que
    adoro seu blog , suas poesias ...

    Bjo grande !

    ResponderExcluir
  14. Sei muito bem o que vc quer dizer sobre o amor...e como arde no peito, na alma, no coração, na pele...
    Abçs

    ResponderExcluir
  15. A tua pequena chama de amor é bem grande querido... belo poema, beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  16. adorei o blog!!


    To seguindo, retribui?

    beeeeeeijos ;*
    www.pathyoliver.blogspot.com
    www.momentosdapathy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. amor é não resistir e cair na estrada que Mr. Dario Vox nos sugere e ampara: Poesia! bjs rlongados e afetivos da tua amiga barb!

    ResponderExcluir
  18. Versos liricos perfeitos , de extrema qualidade ...!
    abraços , meu querido !

    ResponderExcluir
  19. Querido, indiquei o seu blog para o "selo do blog de ouro" que está na nova página selos e agrados. Fique à vontade para pega-lo. Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oi Dario, estou com saudades de você por aqui...
    Passei pra te desejar um lindo final de semana, cheinho de paz e muito amor.

    Beijos
    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Um cego a guiar é uma boa alegoria pro amor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...