quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Agora mesmo trago, a vontade de não censura,
livre como só os pássaros,
em busca de um coração fiel.
O vento leva consigo as sementes,
plantamos em solo fértil o que um dia será...
será com sol ou chuva, tremulo, perto ou distante,
o que importa é o agora, que é e que ainda virá

atropelos, é o sentimento das horas
e nada mais meu bem, além de bem querer,
como um raio de amor e luz,
como descarga elétrica a nos envolver,
ar em torno de vácuo, unindo os corações.

Clara Schumann ( Milene)

5 comentários:

  1. Estou apaixonado pela autora. E ela me ama também! Viva!

    ResponderExcluir
  2. Belos versos, simples e ao mesmo tempo ricos de conteúdo.
    Transmites sensações intensas, emoções singelas...
    Você realmente sabe fazer poesia, ou melhor, POESIA!
    Parbéns, e continue escrevendo.

    Beijos,
    Poeta Descalço

    ResponderExcluir
  3. Rabiscos Poéticos6 de abril de 2007 01:57

    Belos versos, cara poetisa! Nos remete a uma liberdade com poesia... pudessemos ser todos livres! Abraços!!!

    ResponderExcluir
  4. Amiga, como sempre te disse: escreves maravilhosamente bem. Teus versos exprimem uma miríade de sensações e emoções. Parabéns!!
    Beijos,
    Maria Luiza

    ResponderExcluir
  5. Oi querida autora , como sempre foi um prazer poder ler uma poesia sua . Vc tem muita sensibilidade e lirísmo , parabéns . Um grande beijo Reginna Sampaio ( Arquitetura da Flor )

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...